Prefeito de Lauro de Freitas terá que demitir mais de 3 mil servidores

Prefeito de Lauro de Freitas terá que demitir mais de 3 mil servidores

Foto: Tácio Moreira/Metropress

O prefeito de Lauro de Freitas, Márcio Paiva, terá que demitir três mil servidores que possuem contratos temporários com o município. A medida é uma resposta a uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público da Bahia (MP-Ba), que obrigou a Prefeitura a adequar o quantitativo de servidores concursados.

Caso Paiva não cumpra a determinação, ele pode ficar sujeito a responder por improbidade administrativa. Por meio de nota enviada ao Metro1, o Departamento de Comunicação municipal classificou a medida como “impopular” e lamentou ter que rescindir os contratos.

“A Prefeitura lamenta essa circunstância inusitada e destaca que mesmo com a crise que castiga estados e municípios, a cidade de Lauro de Freitas tem buscado viabilizar formas de valorizar os servidores cada vez mais”, afirma o texto.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *