Ourolândia: Prefeita tem contas rejeitadas e terá de devolver R$ 85,2 mil

A prefeita de Ourolândia, no Piemonte da Diamantina, Yhonara Rocha de Almeida Freire (PT), referentes a 2014, foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), nesta quinta-feira (05). De acordo com o TCM, a gestora ultrapassou o limite de 54% em gastos com folha de pagamento, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e também não quitou duas multas imputadas pelo tribunal. O relator do parecer, conselheiro substituto Antônio Emanuel, aplicou duas multas à administradora. A primeira é de R$ 7 mil pelas falhas praticadas na gestão e a segunda, no montante de R$ 43.200,00, decorrente da não redução da despesa total com pessoal. A prefeita também terá de devolver R$ 85.259,91 aos cofres municipais, com recursos próprios. Neste caso, o montante se refere à saída de numerário de contas diversas sem documento de despesa correspondente (R$ 68.495,83) e pagamento de juros e multas por atraso no adimplemento de obrigações (R$ 16.764,08). Ainda cabe recurso da decisão.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *