Morre em Salvador, aos 65 anos, o produtor musical Wesley Rangel

Morreu em Salvador, na madrugada desta quarta-feira (6), aos 65 anos, o produtor musical e cultural Wesley Rangel. A informação foi divulgada por meio de nota da assessoria do produtor. Wesley Rangel lutava contra um câncer de próstata com metástase óssea há cinco anos.
Fundador da WR Estúdios, gravadora responsável pela projeção nacional de artistas da axé music, Rangel participou ativamente do mercado fonográfico baiano.
Ele produziu e colaborou para o sucesso de artistas como Juca Chaves, Luiz Caldas, Chiclete com Banana, Ivete Sangalo, Edson Gomes, Banda Reflexus, Olodum, Daniela Mercury, Timbalada, É O Tchan, Terra Samba, Companhia do Pagode, Gang do Samba, Araketu As Meninas e Babado Novo.
Natural de Iramaia-BA, Rangel mudou-se para Salvador em 1967, onde cursou Administração de Empresas e, posteriormente, Direito, com especial interesse em Direito Autoral. Foi representante da SOCINPRO em Salvador – uma das principais sociedades administradoras de Direitos Autorais do País e, há muitas décadas, tem acompanhado de perto a evolução da música baiana no Brasil e no Exterior.
Por meio de nota, família e amigos lamentaram o falecimento do produtor. A cerimônia de cremação de Wesley Rangel será às 15h30 desta quarta-feira, no cemitério Jardim da Saudade, localizado no bairro de Brotas, em Salvador.
Nota de pesar
O secretário municipal da Educação, Guilherme Bellintani, lamentou a morte do produtor cultural Wesley Rangel. Por meio de nota, o secretário ressaltou a importância do empresário no ramo musical. “O trabalho de Wesley Rangel com certeza foi um divisor de águas para o cenário musical baiano. Uma grande perda para os artistas baianos e para a Bahia”, disse. (Fonte: G1/Bahia/Foto: Reprodução/TV Bahia)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *