Lojas esperam recuperar as vendas com kits e brindes no Natal

Com smartphones e eletroeletrônicos mais caros, a indústria de cosméticos aposta todas as suas fichas no Natal. São ações, brindes, kits e descontos, tudo para atrair um público que, diante do cenário crítico, pretende gastar menos com presentes neste ano.

A expectativa da Associação Brasileira da Indústria Elétrica Eletrônica (Abinee) é que os preços de computadores, smartphones e eletrônicos subam até  10% em dezembro. Já uma pesquisa da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) mostra que, em 2015, 90% dos consumidores pretendem gastar até R$ 500 no Natal, contra 87% em 2014, o que indica, mais uma vez, que será um Natal de “lembrancinhas”, com itens mais baratos.

Inclusive, houve uma redução de 33,33% dos consumidores que pretendem gastar de R$ 1 mil a R$ 2 mil. “Os consumidores pretendem reduzir o volume de seus gastos neste Natal e, ainda, devem gastar valores menores”, afirma  o diretor da Anefac Miguel de Oliveira.

Aproveitando esse contexto, o mercado de cosméticos tem apostado em kits mais em conta, que custam entre R$ 20 e R$ 40, com sabonetes, colônias e também nas “lembrancinhas”, como batons, e itens que custam até R$ 10.

De acordo com a informações da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o setor espera recuperar a queda acumulada de 1% nas vendas com a oferta de presentes e lembranças durante os festejos natalinos.

Lembrancinhas

A professora Ana Lúcia Moreno, de 44 anos, por exemplo, deve presentear cerca de 20 pessoas e já escolheu os presentes: sabonetes, batons, entre outros produtos que tenham, em média, preços entre R$ 10 a R$ 15. “Minha família é grande e irei presentear alguns amigos mais próximos. Por isto, vou dar lembrancinhas, como sabonetes”, conta. Ela deve pegar kits e até separar os itens, para garantir produtos mais em conta. “Não é porque estamos em crise que vou deixar de dar presente. Fiz uma reserva e vou comprar alguns cosméticos que têm bom custo-benefício”, promete.

Expectativa

Apesar de ter notado uma queda nas vendas no ano por conta do poder aquisitivo do consumidor, o diretor de marketing da Avatim, César Fávero, revela que a empresa de cosméticos criou uma estratégia baseada nos presentes mais em conta e espera um aumento de 15% nas vendas no Natal com relação ao mesmo período do ano passado. “Ninguém vai deixar de dar presente, só que serão itens mais baratos. Diminuímos o valor do kits, que no ano passado custavam entre R$ 60 e R$ 100. Neste ano, temos kits de até R$ 50”, afirma.

Ainda como estratégia para atrair clientes no final do ano, a loja também está com promoções. Em compras acima de R$ 100, a pessoa ganha um envelope perfumado. “Estamos com lembrancinhas de

R$ 20 a 30”, conta.

Gerente de datas comemorativas da Natura, Lucienne Gati também acredita que o desembolso dos consumidores para presentes este ano será menor. “Disponibilizamos presentes que agradem a diversos estilos e bolsos”, afirma. “As pessoas vão poder presentear com lembrancinhas, para mostrar que não deixaram passar em branco, e com presentes mais sofisticados”. Segundo Lucienne, a marca disponibiliza brindes, que variam de acordo com a linha. “Teremos presentes  a partir de R$ 21,80. O nosso portfólio, que tem itens mais baratos, é presenteável”.

Apesar de não divulgar dados de vendas, a Avon e a Jequiti disseram que também possuem presentes para todos os bolsos (veja ao lado). A Avon, por exemplo, está com um estojo por R$ 30,99. Já a Jequiti tem kits a partir de R$ 26,90. Procuradas pelo CORREIO, as lojas O Boticário e Mary Kay disseram que não divulgam dados de venda e não informaram opções de presente para o final do ano. (Correio 24Hrs*)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *