WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

 



(71) 98769-3230

setembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘Maragogipe’

Maragogipe: Dupla morre após confronto com a Polícia Militar

Dois homens morreram em confronto com a Polícia Militar durante uma operação para coibir o tráfico de drogas na manhã desta quinta-feira, 17, no bairro da Comissão, centro de Maragogipe, no Recôncavo Baiano.

Na ação, os militares avistaram 6 homens armados que efetuaram vários disparos em direção a guarnição, dando início a uma intensa troca de tiros, que resultou em dois suspeitos feridos. Já os comparsas conseguiram fugir. A dupla chegou a ser encaminhada para o Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu, quando recebia atendimento médico. Com os suspeitos, os militares conseguiram apreender uma pistola calibre 380, uma ponto 40, munições, 674 pinos de cocaína, 215 pedras de crack, 148 buchas de maconha, e cerca de R$ 27,00 reais em espécie. O material foi apresentado na Delegacia Territorial.

Barragem de Pedra do Cavalo precisam de planos de emergência urgentemente

A Barragem de Pedra do Cavalo fica entre as cidades de Cachoeira e São Félix, no Recôncavo Baiano. A construção da barragem trouxe vantagens e desvantagens para os moradores da região. Uma das vantagens foi o fim das enchentes, principalmente em Cachoeira, e a desvantagem, por exemplo, foi para os moradores ribeirinhos que dependem da pesca e da mariscagem – segundo relatos, espécies aquáticas que existiam antes da construção da barragem não encontram mais. Agora, a maior desvantagem – e essa é de todos os moradores de Cachoeira, São Félix e Maragogipe é o grau de risco que uma barragem pode oferecer, que segundo a Votorantim é muito baixo e o monitoramento é constante.
Mas, uma das ações fundamentais que está faltando para os moradores é um plano de urgência e emergência, caso haja algum incidente com a barragem. As cidades não dispõem de avisos sonoros de alerta, saídas de emergência, pontos de encontro, treinamento para moradores, além da defesa civil cobrindo cada município que pode ser afetado por um rompimento ou liberação urgente de água da Usina Hidrelétrica Pedra do Cavalo.
Moradores de Cachoeira, após o tremor de terra que aconteceu nesta quarta (19/08) e o anúncio do teste de calha, que foi cancelado (veja aqui), começaram a questionar a falta de algum plano de ação para a evacuação dos moradores em caso de necessidade.
Roque Brito, morador de Cachoeira, através das redes sociais solicitou:
“As prefeituras de Cachoeira e a de São Felix, a Votorantim, EMBASA que administram a barragem precisam preparar e organizar os municípios e os munícipes para promover um plano de evacuação em uma situação de emergência com a barragem o mais rápido possível, a saída de todos os ocupantes do nosso município e da cidade vizinha de uma forma organizada em uma emergência podem salvar diversas vidas em uma emergência com a barragem. Essa prevenção não é para provocar pânico nos moradores das cidades e sim ter um plano de emergência se for necessário um dia,” disse.
Fonte: Diário da Notícia

Governo entrega ponte e trecho de rodovia em Maragogipe

Foto: Paula Fróes/GOVBA

O governador Rui Costa entregou nesta terça-feira (14) a ponte sobre o Rio Baetantã, além de acessos à BR-420 e ao Estaleiro do Paraguaçu. O gestor esteve no distrito de São Roque do Paraguaçu. Segundo o governador, o equipamento de 525 metros faz a ligação entre diversos municípios da região. “Esta é uma obra grande que se junta a outras diversas obras realizadas nesta região pelo Governo do Estado e que somam um investimento de mais de R$ 100 milhões. O objetivo é reforçar toda essa infraestrutura, no sentido da logística, para esta baía, que tem um potencial enorme de geração de emprego. Poucos lugares do mundo têm essa condição geográfica que possibilita que empresas venham se instalar para a construção de plataformas e de navios. É uma região que tem muito potencial e estamos investindo nisso”, disse Rui.

 

Ao todo foram gastos mais de R$ 53 milhões na construção da ponte que deve beneficiar diretamente 155 mil pessoas que vivem em Maragogipe, Nazaré, Salinas das Margaridas, Vera Cruz, Itaparica e as localidades de São Roque do Paraguaçu, Cairu e Enseada.  Além da ponte, Rui Costa deu por entregue a obra da rodovia BR-420, referente ao trecho de 34 quilômetros que liga São Roque a Maragogipe.

 

Conforme o governo, a obra, de R$ 15 milhões, vai beneficiar 115 mil moradores da região. São Felix, Maragogipe, Cachoeira, Conceição da Feira e Governador Mangabeira são os municípios diretamente beneficiados pela obra da rodovia.  Rui ainda participou da entrega da Creche Municipal Germana Inês Mancione e visitou as obras da Escola Municipal, em fase de finalização.

Desmontados acampamentos usados para esconder armas e explosivos no Recôncavo baiano

Fotos: SSP/BA

Acampamentos de uma facção criminosa envolvida com tráfico de drogas, roubos a bancos e homicídios foram destruídos, nesta quarta-feira (1), durante megaoperação das polícias Militar e Civil. Armas, explosivos, munições e colete balístico foram encontrados, na região do São Roque do Paraguaçu, distrito do município de Maragogipe, no Recôncavo Baiano.

No local de mata fechada, apontado como rota de fuga e esconderijo da quadrilha, as forças de segurança encontraram quatro acampamentos. Um grupo suspeito foi cercado, mas atacou os policiais atirando. Três criminosos acabaram feridos, foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. Os outros comparsas conseguiram escapar.

Nos quatro acampamentos foram apreendidos três pistolas calibre 380, dois explosivos, carregadores, munições, roupas camufladas, um colete balístico e um celular. As estruturas usadas pela facção foram destruídas.

Cerca de 90 policiais da PM (COPPM, CPE, Bope, Cipe Litoral Norte, Batalhão de Choque, Graer, 27ª CIPM e 20ª CIPM) e da PC (COE, DT/Saubara e DT/Maragogipe) participaram da operação.

Fonte: Ascom / Alberto Maraux

Governo federal libera recursos para Maragogipe e Dário Meira, na Bahia

Foto: Reprodução

O governo federal liberou recursos para as cidades de Maragogipe e Dário Meira, que ficam no recôncavo baiano e no sul da Bahia, para a compra de cestas básicas e kits de higiene. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (28).

De acordo com o governo federal, a liberação de recursos faz parte do repasse de mais de R$ 1,8 milhão para ações de resposta a desastres naturais, que foi autorizado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

Além de Maragogipe, que vai receber R$ 122,9 mil, e Dário Meira, que vai ganhar R$ 152,6 mil, outros 15 municípios que ficam em Minas Gerais, Maranhão, Acre, Pará, Piauí e Rio Grande do Sul vão ser beneficiados. As decisões foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) e beneficiarão cerca de 60 mil pessoas.

Segundo o governo federal, a compra de cestas básicas e de kits de higiene também motivou o repasse para Mâncio Lima (R$ 432,3 mil), no Acre; e de Conceição do Lago-Açu, no Maranhão (R$ 183,2 mil). Também foi publicada a liberação de R$ 140,2 mil para Bom Jesus do Tocantins (PA), afetada por chuvas intensas, para a aquisição de kits dormitório, de higiene e de limpeza.

No Rio Grande do Sul, por causa da estiagem, nove municípios solicitaram os recursos para a compra de kits de alimentos e de assistência humanitária. São eles: Soledade (R$ 21,5 mil), Ivorá (R$ 11,9 mil), Júlio de Castilhos (R$ 22,2 mil), Pareci Novo (R$ 10 mil), Tapera (R$ 15,8 mil), Charrua (R$ 48,2 mil), Fortaleza dos Valos (R$ 19,9 mil), Santa Maria (R$ 60,4 mil) e Bom Jesus (R$ 77,8 mil).

Por causa das chuvas intensas no início do ano, outras duas cidades de Minas Gerais também receberam recursos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Itanhomi (R$ 24,7 mil) vai utilizar o repasse para o restabelecimento da trafegabilidade na cidade e Acaiaca (R$ 342,1 mil) para serviços em uma ponte de concreto. Já em Piripiri (PI), os R$ 150 mil serão destinados para restaurar uma passagem e ruas danificadas pelas chuvas.

O órgão federal explicou que, para receber auxílio emergencial do MDR, estados e municípios atingidos por desastres naturais precisam obter o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública, deferido pelo governo federal.

Além disso, é necessário atender aos critérios exigidos pela Instrução Normativa n. 2/2016. As prefeituras e governos devem apresentar o diagnóstico dos danos e um plano de trabalho para a execução das ações.

O apoio emergencial por meio do MDR é complementar à atuação dos governos estaduais e municipais. O auxílio pode ser solicitado sempre que necessário – inclusive em situações recorrentes, como é o caso de desastres ocasionados por seca ou chuvas intensas. Fonte: G1/Bahia

Maragogipe: Confirma mais dois casos de Covid-19; número sobe para 7

Foto: Reprodução

A Prefeitura de Maragogipe, Recôncavo Baiano, confirma mais dois casos de Covid-19 no município. O boletim foi divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta segunda-feira (27). A prefeitura havia anunciado os cinco primeiros casos na sexta-feira (24). Até o momento, seis casos deram negativos e 27 pessoas estão em monitoramento domiciliar com sintomas gripais.

Santo Antônio de Jesus é a única cidade da Bahia com mais de 100 mil habitantes sem casos confirmados de COVID-19. Entretanto, cidades da região como Castro Alves, Cruz das Almas, Vera Cruz, Laje e Valença já confirmaram casos e ativaram o sinal de alerta no município.





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia