WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

 



(71) 98769-3230

julho 2020
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Elísio Medrado’

Elísio Medrado registra 1º caso confirmado de Covid-19

Foto: Reprodução

A Prefeitura de Elísio Medrado, registrou nesta segunda-feira, dia 15, por teste rápido, o 1º caso de Covid-19 (novo coronavirus). Trata-se de uma mulher de 36 anos, natural de Elísio Medrado, residente em Salvador, que está na casa dos pais há dois meses na zona rural de Elísio, a qual teve contato com pessoas de Salvador.

Segundo a Secretaria de Saúde, o caso foi registrado nos dados epidemiológicos da cidade de Salvador, ou seja, não constará no Boletim Epidemiológico de Elísio. A paciente permanece em isolamento domiciliar e não apresenta sintomas. Além disso, todos as pessoas que tiveram contato com ela estão sendo monitoradas.

Até esta segunda-feira, dia 15, Elísio Medrado possuía 1 caso confirmado de Covid-19 (registrado na cidade de origem, Salvador), 36 casos monitorados (pessoas com síndromes gripais leves), 8 casos descartados e 8 casos suspeitos.

Fonte: Tribuna do Recôncavo

Efeito coronavírus: Castro Alves cancela festa de São João 2020

A prefeitura de Castro Alves, localizada no recôncavo baiano a 190 km da capital, anunciou nesta  quinta-feira (09) que a festa de São João 2020 da cidade está cancelada. A medida foi tomada devido a pandemia do coronavírus.
Além do Arraiá do poeta a comemoração do aniversário da cidade que acontece no dia 26 de junho. Outro evento cancelado foi a Copa do Poeta, competição de futebol que envolve equipes da zona rural do município.
A prefeitura afirma que o cancelamento segue a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).
Outras cidade também foram canceladas: Sapeaçu, Conceição do Almeida, Amargosa, Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus, Elísio Medrado, Cachoeira, Itaberaba, Senhor do Bonfim, Irecê, Seabra, Miguel Calmon, Euclides da Cunha, Jequié, Piritiba e Ibicuí cancelarão os festejos de São João e São Pedro deste ano em razão da crise do novo coronavírus.

O cancelamento de festas de São João, acarretado pelas restrições do combate à pandemia do novo coronavírus, vai causar impato de 23% nas vendas do varejo, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-BA). Os segmentos mais afetados, conforme a entidade, são supermercados e vestuário (roupas, calçados, acessórios, entre outros).

“Embora os valores do comércio varejista do estado da Bahia apontem os meses de junho e julho como relativamente fracos ao longo do ano, as festividades têm uma importância muito grande, principalmente, para cidades do interior”, esclarece Guilherme Dietze, consultor econômico da Federação.

O economista alerta ainda para o impacto negativo no turismo. “As cidades deixarão de receber os turistas. Esses que deixarão de viajar, de se hospedar em pousadas e hotéis, de fazer suas refeições em bares e restaurantes, de comprar o artesanato local, ou seja, de fazer circular a economia, o dinheiro e o emprego, especialmente no interior”, diz.

DPU ajuíza ação contra FNDE e municípios para garantir distribuição de merenda, Castro Alves, Stª Terezinha, Itatim e Sapeaçu está na lista

Divulgação

A Defensoria Pública da União (DPU) em Feira de Santana (BA) ajuizou, nesta terça-feira (7), sete ações civis públicas para garantir a distribuição dos alimentos da merenda escolar aos pais ou responsáveis dos estudantes da rede municipal. As ações foram propostas contra o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e 66 municípios pertencentes à subseção local da Justiça Federal.

Na última semana, o defensor público federal Erik Boson enviou ofícios aos gestores com a recomendação. Algumas prefeituras entraram em contato, mas não garantiram a utilização dos recursos desta forma que decidiu ajuizar.

Segundo o defensor, a ação tem por objetivo resguardar o direito à alimentação dos estudantes da rede municipal de baixa renda, evitando um cenário de fome durante o período de suspensão das aulas em virtude da pandemia do novo Coronavírus. Além disso, a medida quer preservar a utilização eficiente dos recursos federais do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE).

No documento, também assinado pelo defensor federal Sérgio Bittencourt, a DPU solicita que a distribuição seja realizada, de forma ininterrupta, durante o período de isolamento social e suspensão das aulas, sem a necessidade de deslocamento dos pais ou responsáveis dos estudantes, para evitar a aglomeração de pessoas e a propagação do COVID-19 no momento do repasse. A instituição sugere que, para isso, seja utilizado os recursos destinados ao transporte dos alunos, do PNATE.

“As ações buscam, sobretudo, providências do FNDE no sentido de orientar e dar respaldo jurídico aos prefeitos de como procederem nesta situação”, destacou Boson.

As sete ações ajuizadas colocam como réus os seguintes municípios: Feira de Santana, Amargosa, Amélia Rodrigues, Anguera, Antônio Cardoso, Araci, Baixa Grande, Banzaê, Barrocas, Biritinga, Boa Vista do Tupim, Cabaceiras do Paraguaçu, Candeal, Canudos, Capela do Alto Alegre, Castro Alves, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Elísio Medrado, Euclides da Cunha, Iaçu, Ichú, Ipecaetá, Ipirá, Irará, Itaberaba, Itatim, Lajedinho, Lamarão, Macajuba, Mairi, Maragogipe, Milagres, Mundo Novo, Nova Fátima, Ouriçangas, Pé de Serra, Pedrão, Pintadas, Piritiba, Rafael Jambeiro, Riachão do Jacuípe, Queimadas, Quijingue, Retirolândia, Ruy Barbosa, Santa Barbara, Santa Luz, Santa Terezinha, Santanópolis, Santo Estevão, São Domingos, São Gonçalo dos Campos, Sapeaçu, Serra Preta, Serrinha, Tanquinho, Tapiramutá, Teofilândia, Terra Nova, Tucano, Valente e Varzedo.



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia