Um levantamento pela Séculus Análise e Pesquisa, e encomendado pelo portal Bahia Notícias, revelou os principais favoritos na disputa pelo cargo de prefeito de Feira de Santana, segundo maior colégio eleitoral da Bahia. O ex-prefeito José Ronaldo (União), chefe do Executivo feirense por quatro mandatos, é favorito a vencer o pleito ante o deputado federal Zé Neto (PT), segundo na disputa.

No cenário espontâneo, em que os nomes dos candidatos não são apresentados, José Ronaldo obteve 20,17% das intenções de voto, enquanto Zé Neto alcançou 13,60%. O deputado estadal Pablo Roberto (PSDB) foi mencionado por 2,81% dos entrevistados, e o atual prefeito, Colbert Martins (MDB), que não pode concorrer à reeleição, registrou 1,31%. Outros candidatos somaram 1,31% das intenções de voto, enquanto 7,22% dos eleitores declararam que não votariam em nenhum dos candidatos e 53,75% não souberam ou não responderam.

Já na entrevista estimulada, na qual os nomes dos candidatos são apresentados, José Ronaldo lidera com 43,06% das respostas, seguido por Zé Neto com 26,92%. Pablo Roberto obteve 10,98% das intenções de voto. Além disso, 9,01% dos eleitores afirmaram que não votariam em nenhum candidato, e 10,04% não souberam ou não opinaram. Este cenário aponta para a possibilidade de um segundo turno entre José Ronaldo e Zé Neto, uma vez que a soma dos demais adversários se equipara tecnicamente ao líder da pesquisa.

Quando questionados sobre em quem não votariam de forma alguma, 37,52% dos entrevistados mencionaram o nome de Zé Neto, seguido por Pablo Roberto com 25,52% e José Ronaldo com 24,20%. Enquanto isso, 7,41% optaram por “nenhum”, e 5,35% não souberam ou não opinaram.

Quanto às previsões de vitória, 55,35% dos entrevistados acreditam que o candidato da União Brasil deverá ganhar a eleição para prefeito, independentemente das intenções de voto. Zé Neto foi mencionado por 24,86% dos feirenses, enquanto Pablo Roberto obteve 8,16% das respostas. 11,63% não souberam ou não responderam.

AVALIAÇÃO DA GESTÃO

Em relação à administração pública, Colbert Martins é desaprovado por 71,29% dos entrevistados, enquanto 21,58% aprovaram a gestão e 7,13% não souberam ou não opinaram.

No segundo mandato, a gestão foi considerada “ótima” por 6,10% dos feirenses, “boa” por 9,38%, “regular” por 29,08%, “ruim” por 15,95%, “péssima” por 37,99%, e 1,50% não opinaram.

A pesquisa ouviu 1.066 eleitores entre os dias 21 e 23 de março de 2024 e tem margem de erro de 3% para mais ou para menos e 95% de intervalo de confiança. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob n° BA-07858/2024.