WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

 



(71) 98769-3230

Maio 2020
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: ‘Destaque3’

Mandetta confirma saída e revela cansaço: ’60 dias de batalha, já chega, né?’

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, comandou na tarde desta quarta-feira (15), mais uma entrevista coletiva e o tom foi de despedida. O ministro revelou estar cansado e que não permanece no governo. “São 60 dias nessa batalha”, comentou.

Em um clima praticamente de confraternização, que incluiu piadas e discursos de despedidas, Mandetta confirmou que Oliveira havia pedido para sair do ministério na manhã desta quarta-feira (15), mas que ele não aceitou a demissão, de acordo com a Revista Veja.

“Entramos juntos e sairemos juntos”, referindo-se aos dois secretários. A entrevista, como sempre, ocorreu no Palácio do Planalto, um andar abaixo do gabinete do presidente Jair Bolsonaro, que ainda procura um substituto para assumir a pasta.

Perguntado até quando fica no cargo, Mandetta disse que ficará até encontrarem uma pessoa para assumir seu lugar.

“Não tem mesmo mais jeito de permanecer no governo, ministro? De permanecer no governo? Não, não. São 60 dias nessa batalha. Isso cansa!Sessenta dias tendo de medir palavras. Você conversa hoje, a pessoa entende, diz que concorda, depois muda de ideia e fala tudo diferente. Você vai, conversa, parece que está tudo acertado e, em seguida, o camarada muda o discurso de novo. Já chega, né? Já ajudamos bastante”, disse o ainda Ministro.

Mandetta disse que não sabe se a política de combate a pandemia vai mudar.”Não sei, mas acho que o vírus se impõe. A população se impõe. O vírus não negocia com ninguém. Não negociou com o (Donald) Trump, não vai negociar com nenhum governo” explicou.

Sem saber o que fará após a saída, o ministro revelou que irá trabalhar para “ganhar o pão”. “Meu caçula, o Paulo, está no último da faculdade de Direito na USP, em São Paulo. O Pedro, que é médico, está na residência de cirurgia geral na Santa Casa de Campo Grande, e a Marina, que é advogada e mãe do meu netinho”, disse.

A ida para o governo de Goiás foi descartada.” Não tem nada disso. Eu posso ajudar lá informalmente, como posso ajudar qualquer outro governo ou prefeitura”.

Segundo o Bahia Notícias, Sem saber ainda quem o substituirá, Mandetta revelou que irá ajudar quem assumir o seu cargo. “A gente tem compromisso com o país. Aqui é tudo marinheiro antigo, não tem principiante, ninguém vai torcer contra”, finalizou.

Deputados aprovam estado de calamidade pública, em mais 86 cidades baianas

Foto: Agência ALBA | Divulgação

Mais 86 municípios baianos tiveram o estado de calamidade pública reconhecido pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Os decretos foram aprovados pelos deputados em sessão virtual realizada na tarde desta terça-feira, 14. Na ocasião, os parlamentares também aprovaram o projeto de lei do Executivo que prevê a criação de um vale alimentação para estudantes da rede estadual de ensino durante o período da pandemia do coronavírus.

Com a votação desta terça, chega a 267 o total de municípios com estado de calamidade reconhecido pelo Legislativo estadual. O número representa 64,02% das 417 cidades baianas.

O reconhecimento do decreto municipal permite que prefeitos flexibilizem o orçamento, podendo direcionar recursos de outras áreas para o combate ao coronavírus.

Tiveram o estado de calamidade reconhecido na sessão desta tarde:

Boa Vista do Tupim, Brumado, Coração de Maria, Lençóis, Mirante, Macururé, Arataca, Varzedo, Serra Dourada, Cravolândia, Água Fria, Belmonte, Cabaceiras do Paraguaçu, Chorrochó, Cordeiros, Crisópolis, Dário Meira, Gandu, Ibotirama, Ituberá, Marcionílio Souza, Mirangaba, Nazaré, Nova Itarana, Nova Redenção, Piraí do Norte, Planaltino, Porto Seguro, Presidente Dutra, Santo Amaro, Sapeaçu, Tanque Novo, Teofilândia, Teolândia, Ubatã, Várzea do Poço, Piatã, Acajutiba, Anguera, Araçás, Aracatu, Banzaê, Barra da Estiva, Barra do Choça, Biritinga, Bom Jesus da Serra, Caetanos, Cairu, Camacã, Camamu, Cardeal da Silva, Correntina, Entre Rios, Guanambi, Ipecaetá, Ipupiara, Itagimirim, Itamari, Itaquara, Itiruçu, Itiúba, Jacaraci, Jacobina, João Dourado, Juazeiro, Jussiape, Lajedo do Tabocal, Luís Eduardo Magalhães, Maetinga, Maiquinique, Maragogipe, Mata de São João, Milagres, Mucugê, Nilo Peçanha, Paripiranga, Pintadas, Santa Cruz da Vitória, São Felipe, Serra Preta, Serrolândia, Souto Sores, Valença, Brejões, Contendas do Sincorá e Rodelas.

Homem tem pênis amputado a golpes de facão; após marcar encontro

Um homem não identificado teve o pênis amputado a golpes de facão, no último domingo (12), em Candeias, cidade da região metropolitana de Salvador. A informação foi confirmada pela Polícia Civil, que investiga o caso como lesão corporal e crime de homofobia. A autoria ainda está sendo apurada.

De acordo com a polícia, a vítima foi atacada durante um encontro marcado com um homem, via redes sociais. Na ocasião, o suspeito apareceu com outros três homens, armados com facão, que atacaram a vítima.

Via o G1/Bahia, Após o crime, a vítima foi socorrida para o Hospital Geral do Estado, em Salvador, a cerca de 50 km de Candeias. Ele permanece internado, mas não há detalhes do estado de saúde. O caso é investigado pela 20ª Delegacia Territorial (DT/Candeias).

PM distribui 12 mil máscaras de tecido aos policiais

Foto: Divulgação/Polícia Militar

A Polícia Militar distribuiu 12 mil máscaras para os policiais militares. De acordo com a corporação, cada PM recebeu dois acessórios – que devem ser utilizados para prevenir o contágio pelo novo coronavírus, causador da Covid-19.

As máscaras foram entregues aos policiais dos Comandos de Policiamento Regionais da Capital (CPRC) Atlântico, Central, Baía de Todos Santos (BTS) e da Região Metropolitana de Salvador (RMS), no Departamento de Apoio Logístico (DAL), localizado no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Segundo o diretor do DAL, Coronel Portugal, as máscaras foram entregues em kits para as unidades. “Foram distribuídos kits com duas máscaras de tecido para cada militar, sendo beneficiados 6 mil policiais militares que trabalham nas ruas em contato direto com o cidadão”, explicou.

Procuradoria recorre após Bolsonaro dizer que coronavírus ‘está começando a ir embora’

A Procuradoria do Ministério Público Federal (MPF) Um recurso foi apresentado ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) contra o governo federal após o presidente Jair Bolsonaro declarar que o coronavírus “está indo embora”.

A afirmação foi dita em uma live com líderes religiosos no domingo de Páscoa, mas não é embasada em nenhum dado ou análise científica.

Segundo a Procuradoria, os discursos contraditórios do presidente sobre a pandemia da Covid-19 será de responsabilização do Planalto. No recurso, o MPF alega que mesmo com as diversas ações movidas na Justiça, Bolsonaro continua a desrespeitar os protocolos de saúde e prevenção ao coronavírus.

Na última quinta-feira (9), o presidente foi a uma padaria em Brasília, onde cumprimentou apoiadores e causou aglomerações. No fim de semana, o presidente voltou a defender a flexibilização do isolamento social e visitou o filho e uma farmácia, descumprindo pedidos de isolamento.

“A União tem abusado, pois, do direito à liberdade de expressão dos seus agentes ao mitigar a necessidade de isolamento social, fomentando o abandono dessa medida por parte da população e colocando em risco a vida dos brasileiros”, afirmou o Ministério Público Federal.

A ação foi negada em primeira instância pela Justiça Federal do Pará. A decisão considerou que a opinião de Bolsonaro ‘não se subordina a organismos de saúde’ e que a escolha do melhor caminho para a pandemia é uma escolha política, e por isso, não cabe interferência do Judiciário.

A Procuradoria alegou ao TRF-1 que as atitudes do presidente ‘fomentam um clima de desordem social’ ao contrariar até mesmo as recomendações do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), que tem recomendado o isolamento social como forma de reduzir a demanda do sistema de saúde em meio à pandemia. O discurso e as ações de Bolsonaro tem, segundo o Ministério Público Federal, colocado em risco a vida dos brasileiros.

Vitória da Conquista registra primeira morte por coronavírus

Foto: Blog do Andreson

A Prefeitura de Vitória da Conquista registrou sua primeira morte por coronavírus na manhã desta segunda-feira (13). A vítima era um homem de 69 anos, que possuía outra comorbidade e estava internado desde o último dia 31 no Hospital São Vicente.

Em nota, a prefeitura da cidade disse que o prefeito Herzem Gusmão (MDB) e a gestão municipal se solidarizam com a família da vítima neste momento de dor. A cidade possui 19 casos de coronavírus, atrás apenas de Salvador (362), Feira de Santana (43), Ilhéus (39) e Itabuna (21). Os dados são do último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), publicado na noite desse domingo (12).

Eleitor tem menos de um mês para regularizar título

Os cidadãos que não estão em dia com o título de eleitor têm até 6 de maio para regularizar a situação. Após o prazo, quem estiver com pendências no documento não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país.

Além de ficar impedido de votar, o cidadão que tem o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

O prazo também deve ser observado pelos jovens de 16 anos que vão votar pela primeira vez e querem solicitar o documento.

Com o fim do prazo, o cadastro eleitoral será fechado e nenhuma alteração será permitida, somente a impressão da segunda via do título será autorizada. A medida é necessária para que a Justiça Eleitoral possa saber a quantidade de eleitores que estão em dia com o documento e poderão votar.

No ano passado, 2,4 milhões de títulos foram cancelados porque os eleitores deixaram de votar e justificar ausência por três eleições seguidas. Cada turno equivale a uma eleição.

Como regularizar

Para regularizar o título, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral próximo à sua residência, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Além disso, será cobrada multa de R$ 3,51 por turno a que o eleitor deixou de comparecer. O prazo para fazer a solicitação termina no dia 6 de maio, último dia para emissão do título e alteração de domicílio eleitoral antes das eleições.

A situação de cada eleitor pode ser verificada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O primeiro turno será realizado no dia 4 de outubro. Se necessário, o segundo turno será no dia 25 do mesmo mês. Cerca de 146 milhões de eleitores estarão aptos a votar.

Apesar dos transtornos causados pela pandemia do novo coronavírus, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que o calendário dos procedimentos preparatórios das eleições está mantido.

Após suspensão no feriado, transporte marítimo entre Salvador e Itaparica volta a funcionar

Os sistemas de transporte marítimo de Salvador, que fazem a travessia entre a capital baiana e a Ilha de Itaparica (ferry boat e lanchinhas), voltaram a operar nesta segunda-feira (13), após quatro dias com atividades suspensas.

Nesta manhã, o movimento de passageiros no terminal de São Joaquim, no bairro da Calçada, em Salvador era intenso, mas sem aglomerações. Situação semelhante ocorreu no terminal de Bom Despacho, na Ilha, conforme informou a Internacional Travessias, administradora transporte.

Inclusive, o chão da área onde estão instalados os guichês para compra de passagens está marcado, para que as pessoas fiquem nos pontos indicados e não se aproximem umas das outras.

Diferente do cenário da tarde de quarta-feira, último dia que o sistema funcionou antes do ferido, quando os passageiros chegaram a ficar aglomerados em fila para comprar passagem do ferry. No período da noite ainda teve gente que tentou fazer a viagem, mas não conseguiu.

Na manhã desta segunda-feira, a Internacional Travessias Salvador (ITS), detalhou que as travessias do sistema Ferry-Boat estão sendo realizadas em horários especiais, atendendo à determinação do governador. Como previsto na resolução, o sistema não funcionará aos sábados, domingos e feriados.

Já ocorreram viagens às 6h, 7h, 8h. As próximas serão às 12h, 14h, 18h, 19h e 20h, saindo dos dois terminais. Neste momento, os ferries à disposição da operação são: Zumbi dos Palmares, Maria Bethânia, Anna Nery, Pinheiro, Ivete Sangalo e Rio Paraguaçu.

Lanchas

Já o fluxo de passageiros nas lanchas que fazem a travessia entre Salvador e Mar Grande é tranquilo, conforme informou a Associação dos Transportadores da Bahia (Astramab).

O transporte marítimo opera desde as 5h. Além dessa primeira saída, foram feitos também os horários das 6h30 e 8h e somente às 11h30 será feita a próxima partida em Vera Cruz.

Do Terminal Náutico, na capital, ocorreram saídas às 6h30 e 8h e a próxima será às 9h30. Diariamente, o sistema opera com horários reduzidos. De segunda a sexta-feira, são feitos oito horários em cada terminal.

De Vera Cruz para Salvador, as saídas são às 5h, 6h30, 8h, 11h30, 13h, 15h, 16h30 e 18h. De Salvador para Mar Grande, os passageiros contam com saídas às 6h30, 8h, 9h30, 13h, 14h30, 16h30, 18h e 19h30. Sábado e domingo a travessia não funciona.

A Astramab informa ainda que a travessia Salvador-Morro de São Paulo segue suspensa em cumprimento às medidas adotadas pelo governo estadual no combate ao coronavírus. O serviço foi interrompido no último dia 20 de março. Pelo mesmo motivo, estão sem operar as escunas de turismo que fazem o passeio pelas ilhas da Baía de Todos-os-Santos.



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia