WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

 



(71) 98769-3230

setembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘Destaque3’

Sismógrafos já foram instalados para monitorar tremores de terra

Foto: Divulgação

Já foram instalada três estações sismográficas entre os municípios de São Miguel das Matas e Amargosa, no Recôncavo baiano e Território do Vale do Jiquiriçá, atingido pelos recentes tremores de terra na Bahia.

A equipe de sismólogos do Laboratório Sismológico – LabSis, que integra a #RSBR, instalou os sismógrafos nas localidades no Distrito de Corta Mão, na cidade de Amargosa e na Boa Vista, zona rural de Laje.

A Coordenadora de Prevenção da Sudec, Nicoly Lima, que está participando ativamente das ações, vem aplicando formulários para realizar um mapeamento de intensidade dos tremores e, juntamente com os técnicos da LabSis, visitando as áreas que foram mais afetadas pelos eventos sísmicos.

Polícia encerra ‘festa paredão’ com 300 pessoas em Lauro de Freitas

(Divulgação/SSP-BA)

A polícia encerrou mais uma festa do tipo paredão com 300 pessoas na madrugada deste sábado (5), no bairro de Portão, em Lauro de Freitas. Equipes da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Lauro de Freitas) chegaram até o local após uma denúncia anônima.

A festa acontecia na Rua dos Fiéis. Os participantes do evento não usavam máscaras e consumiam bebidas acoólicas. Segundo ás informações do Correio24hrs*, Os PMs abordaram os homens e mulheres e depois orientaram que todos retornassem às suas residências. “Eles seguiram o nosso conselho e resolvemos a situação com diálogo”, informou o comandante da 52ª CIPM, major Everton Monteiro.

Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

Foto: Rayllanna Lima/Bahia.ba

O Senado aprovou o Projeto de Lei (PL) 3.267/2019, que altera regras do Código de Trânsito Brasileiro. O projeto, apresentado pela Presidência da República, traz várias alterações, entre elas estão a diminuição na punição para excesso de velocidade e o aumento da validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O texto retorna à Câmara.

Além do aumento na validade da CNH para dez anos para condutores com menos de 50 anos de idade, a proposta torna todas as multas leves e médias puníveis apenas com advertência, caso o condutor não seja reincidente na mesma infração nos últimos 12 meses. O PL ainda cria o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC). Esse registro fará uma espécie de listagem de bons condutores.

O projeto, aprovado na quinta-feira (3), também passa a exigir o transporte de crianças menores de dez anos e com menos de 1,45 metro nas cadeirinhas que sejam adequadas à sua faixa etária. O projeto original abrandava a multa por descumprimento da regra, mas o texto aprovado resgatou a condição de “gravíssima” da infração.

Outro destaque é a alteração da “Lei do Farol Baixo”. O PL aprovado hoje determina que ela somente se aplique aos casos de rodovias de pista simples e exige que os veículos novos sejam fabricados com luzes de rodagem diurna.

Polêmica

Um dos pontos polêmicos, e que foi alvo de críticas de vários senadores, está no trecho que aumenta o limite de pontos na carteira para a suspensão do direito de dirigir. Hoje, para suspender a carteira são 20 pontos. O texto aumenta para 40 pontos no caso de condutores profissionais, independente do tipo de infração cometida. Para os demais condutores, estabelece critérios a depender do número de infrações gravíssimas cometidas. Caso não tenham nenhuma infração gravíssima, o limite será também de 40 pontos.

“O país com um volume de acidentes tão grande, com milhares de mortos todos os anos, temos que tomar muito cuidado no afrouxamento da legislação e das exigências”, disse Wellington Fagundes (PL-MT). O relator do projeto no Senado, Ciro Nogueira (PP-PI), defendeu o projeto como um ajuste na legislação. “Esse Código de Trânsito não vem incentivar a impunidade. Ele vem a ajustar uma série de situações fundamentais que hoje existe um vazio enorme, como é o caso das cadeirinhas. Tenho certeza que esse Código vai ajudar o combate ao perigo do trânsito em nosso país”.

Apesar de defender o projeto, Nogueira acatou uma emenda do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), considerando-a uma melhoria ao texto. A emenda impede a substituição da pena privativa de liberdade por restritiva de direito em caso de homicídio ou lesão corporal cometidos no trânsito por condutores alcoolizados ou sob a influência de substâncias psicoativas.

Divergências sobre votação

Vários senadores tentaram adiar a votação do projeto, que já havia sido retirado de pauta em agosto. Alguns pediram a palavra para fazer um apelo pelo adiamento do debate e da votação. Para eles, esse PL não é urgente e deve ser discutido em um período pós-pandemia, quando audiências públicas e debates presenciais em comissões serão restabelecidos.

Os senadores Styvenson Valentim (Podemos-RN), policial militar, e Fabiano Contarato (Rede-ES), delegado da Polícia Civil e ex-diretor do Detran, foram apontados pelos seus pares como especialistas no tema. Ambos foram contrários à discussão e votação da matéria no dia de hoje. “Em quatro anos trabalhando no trânsito eu aprendi que velocidade e imprudência causam acidentes e danos. Esse projeto de lei está vindo muito rápido, sem discussão”, disse Valentim.

A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) também se opôs. Gabrilli é tetraplégica, vítima de um acidente automobilístico. “Não é razoável que o Senado aprove uma matéria dessa envergadura sem debater com profundidade. No trânsito, eu prefiro ficar com a cautela, não com a imprudência que me deixou tetraplégica”, disse a senadora paulista.

As falas, no entanto, não foram suficientes para sensibilizar a maioria do plenário do Senado. O requerimento de retirada de pauta foi derrotado por 39 votos a 30.

Fonte: Bahia.ba

Embraer anuncia demissão de 2,5 mil funcionários nas fábricas no Brasil

Foto: Divulgação/Embraer

A fabricante de aviões Embraer anunciou que vai demitir 2,5 mil funcionários nas fábricas que ficam no Brasil. Serão 1,6 mil desligamentos em adesões ao Plano de Demissões Voluntárias, encerrado na quarta-feira (2), e outros 900 cortes para ajuste do quadro de funcionários.

Para demitir os funcionários, a empresa alegou ter sofrido impactos pela pandemia do novo coronavírus, que provoca a Covid-19. Outra justificativa foi o cancelamento da parceria com a Boeing.

O prazo para inscrição no terceiro Plano de Demissão Voluntária aberto durante a pandemia havia sido encerrado na quarta-feira (2). Os desligamentos dos funcionários que aderiram ao PDV serão efetivados nesta sexta (4).

Segundo informações do portal G1, a Embraer mantinha cerca de 20 mil funcionários no mundo, sendo 10 mil apenas em São José dos Campos (SP), sede da empresa.

Ainda de acordo com o G1, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos disse que foi pego de surpresa com as demissões.

“Tínhamos uma negociação às 8h30, cancelaram e comunicaram que fariam os desligamentos. Perguntei quantos eram de São José dos Campos e eles disseram que não sabiam”, afirmou o diretor sindical Herbert Claros.

O sindicato afirmou ainda que vai fazer mobilizações nesta quinta para tentar reverter as demissões.

Sheila Varela desiste de pré-candidatura à Prefeitura de Itaparica

Foto: Reprodução/Instagram

Em vídeo postado no Facebook nesta terça-feira (1º), a empresária Sheila Varela, esposa do apresentador Raimundo Varela, desistiu da sua pré-candidatura à Prefeitura do município de Itaparica.

Filiada ao Partido Progressista, Sheila disse que todas as suas atenções estão voltadas para a família, principalmente em virtude da pandemia do novo coronavírus. Ela lembra ainda que o marido faz parte do grupo de risco da doença, o que motivou sua decisão.

“Quero dizer a vocês que a pandemia nos pegou de surpresa. E não tenho escolha a não ser cuidar da minha família. Não tenho como trabalhar e lutar pela cidade, sabendo que minha família está vulnerável. Vocês conhecem a história de Varela…que ele faz parte de um grupo de risco. Tenho que estar atenta o tempo todo. Estamos, de fato, em isolamento”, explicou a empresária.

Sheila disse ainda que não apoiará candidato à prefeitura do município e agradeceu os apoiadores e à legenda a qual é filiada.

“Esse vídeo é para agradecer. A cada um que abriu a porta da sua casa. Ao meu partido Progressistas, que me deu livre-arbítrio. Estou recuando da minha candidatura. Graças a Deus, não sobrevivo da política e posso dizer com muita tranquilidade que não estarei apoiando candidato algum. Nosso trabalho não vai parar. A semente já foi plantada. Não sobrevivo da política, não estarei apoiando candidato nenhum, porque minha família precisa de mim de forma integral. Mas, daqui a pouco, nos veremos novamente”, completou.

Fonte: Bahia.ba





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia