WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

 



(71) 98769-3230

julho 2020
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Destaque2’

Plantão da Globo: Bonner traz balanço da covid-19 ao vivo após fala de Bolsonaro

(Reprodução/Globo)

No mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma provocação à Globo, justificando o atraso na divulgação das informações oficiais sobre a pandemia de coronavírus no Brasil, a emissora adotou uma estratégia diferente para informar os números, que passaram a ser divulgados por volta das 22h, após o seu principal telejornal, o Jornal Nacional.

Nesta sexta-feira (5), a Globo utilizou seu tradicional plantão, comumente usado para assuntos de grande impacto e que costuma atrair a atenção dos telespectadores, para noticiar que o Brasil havia registrado 1005 mortes nas últimas 24 horas. O assunto repercutiu bastante nas redes sociais e chegou a ficar entre os temas mais comentados no momento no Twitter.

Mais cedo, ao ser questionado sobre o terceiro dia com atraso seguido na divulgação de mortos e infectados pela covid-19 pelo Ministério da Saúde, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que “acabou matéria no Jornal Nacional” sobre a doença. O presidente  não confirmou que é dele a ordem para que os dados, antes entregues por volta das 19h, sejam apresentados apenas às 22h.

“Não interessa de quem partiu (a ordem). Acho que é justa essa ideia da noite, sair o dado completamente consolidado”, disse o presidente.

A primeira divulgação às 22h ocorreu na quarta-feira (3), quando o Brasil confirmou, em 24h, que Covid-19 era a causa de 1.349 mortes que estavam sob análise, número recorde. No dia seguinte, novo recorde: 1.473. Em declaração à imprensa em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que “ninguém tem de correr para atender a Globo” e cobrou que sejam divulgados apenas os números de pessoas que morreram naquele dia. Fonte: Correio24hrs.

[Veja]

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jornal Correio | Bahia (@correio24horas) em

Dupla é presa em Pernambués, em Salvador, com drogas e munições

Foto: Polícia Militar da Bahia

Na manhã desta sexta-feira (5), policiais militares da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/Rondesp Baía de Todos os Santos e Central prenderam dois criminosos no bairro de Pernambués, em Salvador. Eles estavam com com mais de 2 kg de drogas, balanças e 121 munições de diversos calibres.

Segundo informações da PM, a ação começou por volta de 7h, quando agentes receberam uma denúncia de armazenamento de drogas e armas de fogo em um endereço na Baixa do Manu, no bairro.

Ao chegarem ao local, os agentes surpreenderam um homem, provável responsável pela contenção e segurança do local. Ao perceber a chegada das viaturas, o suspeito correu segurando uma arma de fogo até outro imóvel para avisar os comparsas. Os homens conseguiram fugir pelos fundos da casa levando o armamento.

No local, foram apreendidos 1 kg de maconha, 135 porções e três sacos grandes com a droga; 1 kg de cocaína, um saco pequeno e 15 pinos; uma máscara; dois cadernos de anotações; duas balanças,121 munições (calibres .380; .40 e .38), além de diversas embalagens para armazenar as drogas.

A equipe continuou as buscas no local e conseguiu prender dois envolvidos. Eles foram apresentados na Central de Flagrantes, juntamente com o material apreendido.

Senado aprova projeto que obriga uso de máscara em todos os locais públicos do país

Foto: Tchélo Figueiredo

O Senado aprovou nesta quinta-feira (4) o projeto que obriga uso de máscara em todos os locais públicos e privados acessíveis ao público no país.

O texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, mas, como foi alterado pelos senadores, deverá ser reanalisado pelos deputados.

Diversos governos locais têm adotado o uso obrigatório de máscara em locais públicos. Não há, contudo, uma lei nacional sobre o tema. O uso é recomendado pelas autoridades de saúde como uma das formas de se evitar a disseminação do novo coronavírus.

Entenda o projeto

O projeto aprovado pelo Senado altera uma lei federal, deste ano, que detalha medidas de enfrentamento à pandemia.

De acordo com o texto, a população terá de usar o objeto nos seguintes espaços:

  • veículos de motoristas de aplicativos, táxis;
  • ônibus, aviões ou navios fretados, de uso coletivo;
  • estabelecimentos comerciais e industriais;
  • prisões e estabelecimentos de cumprimento de medidas socioeducativas;
  • qualquer lugar fechado em que haja reunião de pessoas.

Multa

Quem descumprir a regra, pelo projeto, terá de pagar multa. O valor será definido pelos estados. A multa poderá ficar mais cara se o cidadão cometeu a infração pela segunda vez e em ambiente fechado. O dinheiro arrecadado com as punições irá para ações e serviços de saúde.

A multa não será cobrada aos seguintes grupos:

  • população vulnerável economicamente;
  • autistas;
  • pessoas com deficiência intelectual ou sensorial;
  • crianças com menos de três anos.

O poder público, diz o projeto, precisará fornecer as máscaras de proteção à população mais pobre, principalmente às pessoas em situação de rua, e aos beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600, destinado a trabalhadores informais.

Os itens serão entregues por meio de farmácias populares e serviços de assistência social, por exemplo.

Na hora da compra, o governo deve dar prioridade às máscaras produzidas de forma artesanal, isto é, por costureiras locais ou cooperativas de produtores.

As lojas em funcionamento terão de disponibilizar a funcionários e colaboradores as máscaras. Caso não respeitem a obrigação, poderão pagar multa. O valor poderá ser dobrado em casos de reincidência.

Nos estados e cidades onde já há medidas semelhantes, as normas poderão ser mantidas. Fonte: G1

Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (4) que foi acertado o pagamento de mais duas parcelas do auxílio emergencial, mas com valor inferior aos atuais R$ 600. A informação foi dada pelo presidente durante sua live semanal, transmitida pelas redes sociais.

“Vai ter, também acertado com o [ministro da Economia] Paulo Guedes, a quarta e a quinta parcela do auxílio emergencial. Vai ser menor do que os R$ 600, para ir partindo exatamete para um fim, porque cada vez que nós pagamos esse auxílio emergencial, dá quase R$ 40 bilhões. É mais do que os 13 meses do Bolsa Família. O Estado não aguenta. O Estado não, o contribuinte brasileiro não aguenta. Então, vai deixar de existir. A gente espera que o comércio volte a funcionar, os informais voltem a trabalhar, bem como outros também que perderam emprego”, disse.

O auxílio emergencial foi aprovado pelo Congresso Nacional em abril e prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600 para trabalhadores informais, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda. Mais de 59 milhões tiveram o benefício aprovado. O novo valor ainda não foi anunciado pelo governo.

O presidente também antecipou um possível aumento no valor do benefício do Bolsa Família, pago a cerca de 14 milhões de famílias em situação de pobreza e pobreza extrema. O valor do eventual aumento ainda será anunciado, garantiu o presidente, sem especificar uma data.

“Acho que o pessoal do Bolsa Família vai ter uma boa surpresa, não vai demorar. São pessoas que necessitam desse auxílio, que parece que está um pouquinho baixo. Então, se Deus quiser, a gente vai ter uma novidade no tocante a isso aí”, afirmou.

Liberação de praia

Durante a live, o presidente defendeu a liberação de acesso às praias, que está proibida na maioria das capitais litorâneas do Brasil, e que a Advocacia-Geral da União (AGU) vai emitir um parecer favorável sobre o assunto.

“O governo federal vai opinar favoravelmente para aquela pessoa ir à praia, agora o juiz de cada cidade, que vai recepcionar esses mandados de segurança, é que vai decidir se o João pode ir para a praia ou não. Eu não vejo nada demais ir para a praia, praia é saúde”, afirmou.

O fechamento das praias faz parte das estratégias dos governos estaduais e prefeituras para evitar aglomerações. O isolamento social é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e por especialistas como a principal forma de evitar disseminação em massa do novo coronavírus.

Repatriação

O presidente Jair Bolsonaro ainda afirmou que 23 mil brasileiros foram repatriados ao país desde o início da pandemia. São pessoas que ficaram retidas no exterior com o fechamento das fronteiras por centenas de países e estavam recebendo apoio logístico e diplomático do governo para retornarem.

O governo ainda deve investir mais R$ 10 milhões para a repatriação de mais 3 mil pessoas que seguem sem conseguir voltar ao Brasil. (Agência Brasil)

Municípios baianos têm até próxima segunda-feira para informar gastos com pandemia

Foto: Divulgação/TCM-BA

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) estipulou a próxima segunda-feira (8) como prazo para que os municípios baianos encaminhem informações sobre os gastos com pessoal, bens e serviços que estão sendo realizados relacionados ao controle da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Um questionário foi desenvolvido pelo TCM e entregue às gestões das 417 cidades do estado.

Após o recebimento das respostas, os dados serão analisados pelas inspetorias regionais de controle externo do TCM, que definirão os processos de acompanhamento e de fiscalização a serem adotados. A iniciativa vai possibilitar orientação do Tribunal, proporcionando, se necessário, correções ou alterações nas ações, evitando possíveis prejuízos aos cofres públicos. Isto para afastar possíveis sanções quando da análise regular das contas, que ocorrerá em momento posterior.

O questionário foi dividido em nove grandes blocos, que tratam, dentre outros temas, das ações de enfrentamento à pandemia, processos de contratação, gestão do quadro de servidores, orçamento e Lei de Responsabilidade.

Segundo o superintendente de Controle Externo do TCM, Antônio Emanuel de Souza, o questionário reúne questões “elaboradas de forma clara e objetiva, que os gestores podem responder sem maiores percalços, mas que serão de grande valia para a orientação do trabalho dos auditores e técnicos encarregados do controle externo”.



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia