Foto: Reprodução

A Bahia registrou 738 novos casos de coronavírus nas últimas 24h. Além disso, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), mais 35 óbitos foram confirmados.

As mortes, no entanto, não aconteceram nesse rápido intervalo. O que ocorre é que, óbitos que ocorreram em diferentes dias aguardavam a confirmação da covid-19 como causa, o que só ocorreu de ontem para hoje.

O boletim divulgado pela secretaria aponta ainda que mais 1.099 pessoas entraram para a estatística de curados. Agora, o estado totaliza 271.963 casos confirmados desde o início da pandemia, sendo 257.791 já são considerados livres da doença e 8.479 com o vírus ativos. Outras 5.693 pessoas não resistiram e morreram em decorrência da doença.

Até o momento, dos 417 municípíos baianos, apenas Novo Horizonte não registrou nenhum caso de coronavírus. Salvador é a cidade com maior registro de casos, com 79.169 (29,39%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (6.041,01), Almadina (5.893,12), Itabuna (5.188,46), Dário Meira (4.95,98) e Salinas da Margarida (4.793,52).

Atualmente, 84.863 pacientes ainda aguardam diagnóstico para saber se estão infectados pelo vírus. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira (7).

Na Bahia, 23.548 profissionais da saúde foram infectados pelo coronavírus.

Mortes
Do total de pacientes mortos pela covid-19, 55,86% são do sexo masculino e 44,14% do sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 52,38% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,49%, preta com 15,46%, amarela com 0,83%, indígena com 0,11% e não há informação em 14,74% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 75,07%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,23%).

Taxa de ocupação de leitos
A taxa de ocupação de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde exclusivos para covid-19 na Bahia está em 49% – dos 1.171, 571 possuem pacientes internados. Já nos leitos clínicos, que são as enfermarias, a ocupação é menor: 38% (de 1.428 vagas, há 549 preenchidas).

Os leitos de UTI pediátricas possuem ocupação de 48%. De 31 vagas, 15 estão ocupadas. Nas enfermarias, a taxa de ocupação é de 41% (são 37 leitos, sendo 15 ocupados).

Em Salvador, que possui 1.460 leitos ativos para covid-19, a ocupação geral é de 40%, o que corresponde a 585 pacientes internados. Nos leitos de UTI a ocupação é de 39% e nos leitos clínicos é de 40%.

Fonte: Correio24hrs*