Foto: Divulgação

O Governo Federal prorrogou o período de validade dos benefícios do Bolsa Família enquanto durar a pandemia causada pelo novo coronavírus. A informação foi divulgada em portaria publicada nesta sexta-feira (24/7).

Conforme o documento, enquanto durar o estado de calamidade pública, 31 de dezembro, os beneficiários poderão sacar os valores de todas as parcelas do Bolsa Família pagas e que ainda estejam válidas. A medida inclui o pagamento do Auxílio Emergencial.

A decisão tem como objetivo ampliar o período de saque do dinheiro para evitar aglomerações. O calendário de pagamentos do Bolsa Família para todos os integrantes do programa segue conforme o último número do Número de Identificação Social de cada pessoa.

A folha de pagamento do programa atingiu a marca de 14,283 milhões de famílias atendidas, sendo que mais de 13,6 milhões receberam o Auxílio Emergencial, ainda no mês de junho. Outras 650 mil permaneceram na folha de pagamento regular do programa. A lei determina que o pagamento seja o financeiramente mais vantajoso para o cidadão entre o Bolsa Família e o Auxílio Emergencial.

Além disso, foi prorrogada por mais seis meses a suspensão de revisões cadastrais e de procedimentos operacionais do Bolsa Família e do Cadastro Único.