A prefeitura da cidade de Cachoeira, que fica no recôncavo da Bahia, decretou a proibição das atividades não-essenciais e circulação de pessoas e veículos, o chamado lockdown, para conter o avanço do coronavírus. A medida começa a valer no dia 26 de julho e vai até 2 de agosto.

Segundo informações do órgão, apenas a abertura de farmácias, postos de combustíveis, funerárias, além do funcionamento de serviços de entregas de alimentos, gás, água mineral, bebidas e outros produtos em domicílio estão liberados. Quem estiver nas vias públicas nesse período deve comprovar a necessidade dos serviços permitidos.

De acordo com a prefeitura, a Polícia Militar e a Guarda Municipal de Cachoeira serão responsáveis pela fiscalização do cumprimento das medidas restritivas.

Antes disso, fica proibido as atividades do comércio não essencial. Os estabelecimentos considerados essenciais podem funcionar entre os dias 20 e 25 de julho, com horário reduzido, das 7h às 16h.

A prefeitura ainda informou que a Feira Livre, o Mercado Municipal e o Mercado do Peixe funcionarão nos dias 24 e 25 de julho, das 6h às 14h, apenas para a venda de produtos alimentícios.

Até a noite desta sexta-feira (17), de acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do município, Cachoeira havia registrado 131 casos de Covid-19, com 70 recuperados e quatro mortes.