WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

 



(71) 98769-3230

Maio 2020
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: 28/Maio/2020 . 9:56

Rui diz que Bahia chegou ao platô na curva do coronavírus: ‘Porta para normalidade’

O governador Rui Costa (PT) disse nessa quarta-feira (27) que a Bahia já chegou a um platô da contaminação de coronavírus – isso significa que estamos em um nível estável e que logo a curva de contágio deve entrar em queda. Rui avaliou que se esse dado permanecer pelos próximos quatro dias vai confirmar a tendência. As afirmações foram feitas em entrevista na Rádio Metrópole.

“Estamos hoje com 9.379 casos ativos. Significa que são as pessoas que estão com o vírus em menos de 14 dias ou estão internadas no hospital, ambulatório ou UTI, com capacidade de transmitir para os outros. Nosso foco e atenção é atuar em cima desses ativos e não necessariamente no estoque total, que é de 14.576 casos”, explicou o governador.

“Quem já foi curado não é motivo de preocupação, não demanda mais leito de UTI ou enfermaria para o coronavírus. Estamos há três dias num platô. A curva é ascendente. Se continuarmos assim, mais três ou quatro dias, a curva de curados sobe e há um encontro e é a porta de saída para que a gente inicie o retorno à normalidade”, avaliou.

Para o governador, o isolamento social neste feriadão antecipado – de segunda a quarta, com quinta e sexta com restrições a serviços não essenciais – será fundamental para que se planeje a saída da quarentena.

Fonte: Correio24hrs*

Sem projetos aprovados, Tum gastou R$ 489 mil na divulgação do mandato na AL-BA

Foto: Reprodução / Agência AL-BA

Natural de Casa Nova, Tum (PSC) dificilmente é visto no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), onde é deputado estadual. No entanto, se depender do que o parlamentar gastou de verba pública na divulgação do próprio mandato nos últimos meses, ser reconhecido no estado não será problema.

Tum lidera os gastos em divulgação reembolsados pela verba indenizatória da Assembleia Legislativa da Bahia nessa legislatura. O parlamentar reembolsou R$ 489 mil, entre fevereiro de 2019 a maio de 2020. Maior parte dos pagamentos foram destinados para empresas que produzem material gráfico, outdoors e impressões.

O fundo usado pelo Casa-Novense é abastecido pelos cofres públicos e garantem aos deputados R$ 155 mil por mês para custear despesas com o exercício da profissão. Ao lado de Tum, os deputados já gastaram R$ 16 milhões em divulgação nesta legislatura.

Em nota, o deputado afirmou que a utilização da verba indenizatória para divulgação do mandato está prevista em lei e tais despesas foram utilizadas para prestação de contas à sociedade das atividades desenvolvidas pelo mandato, que tem se destacado de maneira atuante em defesa dos baianos. O deputado ainda não aprovou qualquer projeto de lei na Assembleia Legislativa da Bahia.

Em Brasília, o uso de verba parlamentar virou alvo de contestação do Tribunal de Contas da União (TCU), que questiona a necessidade de se usar dinheiro público para esse fim. A Assembleia já possui outros meios para os deputados divulgarem seus mandatos como a TV Assembleia, a rádio AL-BA e a equipe de jornalismo do Legislativo.

RANKING
Outros aliados do governador Rui Costa completam o ranking de deputados que mais investiram em divulgação dos mandatos nesta legislatura. Em segundo lugar, aparece a deputada Ivana Bastos, com um investimento de R$ 483 mil. (Confira mais no Bahia notícias)

 

Com vetos, Bolsonaro sanciona projeto de socorro financeiro a estados e municípios

Foto: Marcos Correa / PR

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira (28) o projeto que prevê ajuda financeira a estados e municípios. O texfo foi publicado no “Diário Oficial da União.

 

Bolsonaro acolheu os vetos sugeridos pela equipe econômica do governo. Ele barrou um trecho que abria exceções sobre o congelamento do salário de servidores e outro que permitia a suspensão do pagamento das dívidas com bancos e organismos internacionais.

 

O projeto também prevê a suspensão de dívidas de estados e municípios com a União, inclusive os débitos previdenciários parcelados pelas prefeituras e que venceriam neste ano.

 

O socorro acontece em meio aos impactos causados por conta da pandemia do novo coronavírus. Com isso, serão transferido R$ 60 bilhões, divididos em quatro parcelas mensais. Desta cifra, R$ 50 bilhões serão uma compensação pela queda de arrecadação (R$ 30 bilhões para estados e DF; R$ 20 bilhões para municípios) e R$ 10 bilhões para ações de saúde e assistência social (R$ 7 bilhões para estados e DF; R$ 3 bilhões para municípios). Fonte: Bahia notícias





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia