Tag Archives: Dia da Consciência Negra

Marcha e Caminhada da Liberdade marcam Dia da Consciência Negra

Um dos lugares mais simbólicos de Salvador é a Ladeira do Curuzu, onde fica a Senzala do Barro Preto, sede do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê. Nesta quarta-feira (20), Dia da Consciência Negra, o local ganhou um simbolismo maior com a Caminha da Liberdade, que seguiu em direção ao Pelourinho, reunindo autoridades, representantes do movimento negro e centenas de soteropolitanos e turistas.

Embalados pela batucada do ‘Mais Belo dos Belos’ e de outras entidades como o Muzenza e o Malê de Balê, os participantes ajudaram a manter viva a já tradicional caminhada, que completa 18 anos. A titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, destacou que “apoiar eventos como esse, de forma transversal com outros órgãos estaduais, é uma determinação do governador, de forma a manter o compromisso de combate ao racismo estrutural e desdobramentos como o racismo institucional. Por isso mesmo esse compromisso também faz parte do Plano Plurianual Participativo e deve ser cumprido por todas as secretarias”.

Presidente do Muzenza e coordenador do Fórum de Entidades Negras da Bahia, Jorge Santos contou que o tema desta edição é ‘220 anos do enforcamento dos mártires da Revolta dos Búzios’. “Esses guerreiros foram heróis e não bandidos, como alguns costumam dizer. Eles precisam, sim, ser homenageados. São 18 anos carregando essa tradição para sensibilizar as pessoas que Dia da Consciência Negra é todo dia”, alertou.

Antônio Carlos dos Santos, o Vovô do Ilê, figura icônica que preside o Ilê Aiyê, lembrou que “esse tipo de manifestação começou com o ‘Mais Belos dos Belos’, nos anos 80, com as celebrações a Zumbi dos Palmares e, hoje, felizmente, acontecem em toda a cidade”.

Marcha da Consciência Negra

Outro evento realizado na tarde desta quarta-feira (20) foi a 40ª Marcha da Consciência Negra Zumbi e Dandara, que saiu do Campo Grande em direção à Praça Municipal, homenageando o preso político Mumia Abu-Jamal, pseudônimo de Wesley Cook, ex-integrante do Partido dos Panteras Negras e condenado à prisão perpétua nos Estados Unidos.

Dia da Consciência Negra.
Fotos: Camila Souza/GOVBA

Dia da Consciência Negra: Estudantes negros na UFRB representam 83,4%

Nesta quarta-feira, 20 de novembro, dia da Consciência Negra, a TV Subaé, afiliada da Rede Bahia/Rede Globo, esteve no Centro de Ciências da Saúde – CCS/UFRB em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, para fazer uma matéria sobre o perfil dos estudantes de Medicina.

A repórter, Renata Maia, entrevistou a vice coordenadora do curso, Joana Carvalho, e os estudantes Pedro Junior, Jéssica Góes e Ícaro Ferreira. Com participação ao vivo no Bahia Meio Dia. [Confira] 

Dia da Consciência Negra: confira a programação completa

O Dia da Consciência Negra, celebrada nesta quarta-feira, 20, lembra a morte do líder brasileiro quilombola, Zumbi dos Palmares. Em Salvador serão muitas as atividades voltadas para celebrar a data. Os atos visam fortalecer o combate contra o racismo, a intolerância religiosa e a garantia dos direitos das pessoas negras. Haverá Lavagem, marcha, debates, capoeira, roda de samba e até desfile de moda.

Com a temática “Em Defesa da Vida da População Negra: Contra a Política de Morte do Governo Bolsonaro”,   a União de Negras e Negros Pela Igualdade (Unegro) realizará hoje, às 8h,  nas imediações da Praça da Sé, no Pelourinho, a 11° Lavagem da estátua de Zumbi dos Palmares. Após à glorificação, haverá apresentação com a Banda Didá e ABC do Samba. Além disso, a Banda Tambores de Búzios também anima  a mobilização.  Na  sede do  Ylê Aiyê, em frente à Senzala do Barro Preto, acontece às 14h, a  19ª Caminhada da Liberdade. 

Ainda hoje, no Campo Grande, populares participam às 15h, da 40ª Marcha da Consciência Negra Zumbi e Dandara. Os envolvidos devem fazer uma caminhada até a Praça Castro Alves. O ato será promovido pela Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen) e pela Coalizão caminhada.

Hoje no Pelourinho, o Projeto Arte, Consciência e Resistência, ampliará as formas de discussões  sobre as questões raciais e, abrirá uma roda de samba, com o grupo “Bem Bolado” que recebe grandes nomes do samba baiano, a exemplo de Aloisio Menezes, Thiago Carvalho, Bira Negros de Fé e Gal do Beco. Para encerrar, terá a performance do sambista  Toninho Geraes, um dos compositores mais gravados por Zeca Pagodinho. O evento acontece no Largo Quincas Berro D’ Agua, às 18h e para ter acesso, basta colaborar com 1 pacote de 400g de leite em pó. 

Mestres de capoeira recebem título de Guardião dos Saberes, através do Centro Universitário Dom Pedro II (Unidom) em união com a Frente parlamentar em Defesa da Capoeira da Câmara Municipal de Salvador (CMS). Além dos títulos, o ato contará com  Memórias da Cultura Africana e Afro-Brasileira no Estado da Bahia a seis antigos mestres da velha guarda da capoeira. O evento acontece às 17h, no auditório do Unidom, localizado no Comércio. 

Nesta 2° edição da premiação, receberão os títulos, Mestre Brandão; Mestre Bola Sete, discípulo do Mestre Pastinha; Mestre Xaréu, discípulo do Mestre Bimba; Mestre Saci; Mestre Piloto; e Mestre Itapoan, também da turma do Mestre Bimba. E alguns dos agraciados, conviveram com símbolos   da capoeira, a exemplo do Mestre Bimba, criador da Capoeira Regional e Mestre Pastinha, fenômeno da Capoeira Angola. Os homenageados são símbolos que fizeram e fazem parte da história da capoeira, no Brasil e no mundo, disseminando cultura e arte. 

Levando baianidade, cultura, bem-estar e lazer para as estações de metrô da capital baiana, a CCR Metrô realizará mais uma edição do Vem Pra Cá. Hoje, na Estação Rodoviária de Metrô, os populares  contarão com desfile de marcas afro e oficinas de maquiagem em pele negra, das 17h  até às 19h.  E amanhã, os baianos poderão participar da Oficina Gastronômica de Bolinho de Estudante.  

Para encerrar a programação,  o Grupo de Percussão Neojiba do Núcleo Pirajá realizará uma apresentação, o evento inicia às 17h, na Estação Acesso Norte e  a BiblioMetrô sediará o lançamento do livro Outro Poeta Crônico, do escritor baiano Anderson Shon. Além disso, o programa conta ainda, com debate interativo sobre literatura negra e a relação com a leitura, na participação de Lorena Ribeiro, idealizadora do Clube de Leitura Passos Entre Linhas. 

Já na manhã da quinta-feira, 28, acontece no Parque do Abaeté, em Itapuã, o Seminário “Heroínas de Ontem e Hoje – Contra a Intolerância Religiosa no busto de Mãe Gilda”. Na Senzala do Barro Preto, será a Feira de Empreendedorismo Negro do Bloco Ylê Aiyê, a partir das 14h e por fim, no dia 30 de novembro, na Praça do Campo Grande, populares se reunião para a Marcha do Empoderamento Crespo da capital baiana.

Ainda na quinta-feira, 21, acontece o lançamento da Revista Quilombo, às 14h, no Espaço Cultural Alagados, no fim de Linha do Uruguai. O ato conta com apoio da Juventude Negra. Na sexta-feira, 22, inicia às 18h30. a Alvorada dos Ojás, no Terreiro Oxumarê, situado na Federação. Ainda na sexta, na  Escola Superior da Defensoria Pública, das 8h às 17h, no bairro do Canela, será promovido o Seminário “Tornar-se Negra: Trajetórias Interseccionais de Luta e Resistência”, idealizado através da Defensoria Pública do Estado (DPE). 

No sábado, 23, os populares poderão aproveitar a Noite da Beleza Negra no bairro da  Sussuarana. Já no domingo, acontece o Novembro Negro do Vale do Matatú. Entre os dias 27 e 28 de novembro, a Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi), promoverá a 2ª Semana de Igualdade Racial Mestre Môa do Kantedê e o ato reunirá um conjunto de órgãos e  entidades. 

Fonte: Atarde Online