Sobe para 4 o número de casos suspeitos do novo coronavírus em Castro Alves

O Boletim Epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (30), traz o aumento do número de casos suspeitos do novo coronavírus, em Castro Alves, Recôncavo Baiano. Segundo a publicação oficial, o número saltou de 2 Leia Mais»

Rui Costa não descarta cancelar São João na Bahia, mas pede calma: “Não tomamos a decisão”

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), não descartou a possibilidade de não haver festa de São João na Bahia este ano. Em entrevista à TV Band, o petista falou sobre a Leia Mais»

Três pessoas ficam feridas após batida entre carro e carreta na BR-242

Três pessoas ficaram feridas após batida entre um carro de passeio e uma carreta na BR-242, trecho de Luís Eduardo Magalhães, oeste da Bahia, na noite de sábado (28). De acordo com Leia Mais»

Jovem é esfaqueado durante confusão em Castro Alves

Um Jovem sofreu tentativa de homicídio por arma branca na tarde deste sábado (28), no município de Castro Alves, Recôncavo Baiano. Segundo informações da policia, Rosenildo Silva dos Santos, de 23 anos, Leia Mais»

Category Archives: São João

Rui Costa não descarta cancelar São João na Bahia, mas pede calma: “Não tomamos a decisão”

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), não descartou a possibilidade de não haver festa de São João na Bahia este ano. Em entrevista à TV Band, o petista falou sobre a possibilidade de suspender a festa por causa da pandemia de coronavírus. Na Bahia, 108 casos foram confirmados.

“Não tomamos a decisão ainda. Vamos esperar um pouco, até final de abril, para tomar uma decisão. Mas a princípio acho difícil que a gente consiga reunir multidões em todo o estado”, disse ele.

Rui põe em xeque realização do São João em 2020: ‘Acho muito difícil acontecer’

O governador Rui Costa afirmou nesta quinta-feira (26) que acha “difícil que a gente consiga fazer o São João esse ano” na Bahia por conta da pandemia do novo coronavírus no mundo. Ele, no entanto, indica que esta é um assunto que só deve ser definido no final de abril.

“Isso eu acho que é muito difícil. Não tomamos nenhuma decisão ainda. Como eu te disse, essa decisão vai ser tomada lá para frente. Lá para o fim de abril a gente vê a situação para tomar uma decisão definitiva. Mas, a principio, acho difícil que em junho a gente reúna multidões no estado inteiro”, disse, em entrevista ao programa Brasil Urgente, da TV Band Bahia.

 

“Basta ter um ou dois contaminados por cidade, que seria uma absoluta imprudência e irresponsabilidade fazer festa junina numa cidade”, acrescentou. Com ás informações do Bahia Notícias.

Para o presidente da UPB, prefeitos devem cancelar festas juninas; ‘ninguém vai ter dinheiro’

Festas e eventos para os próximos meses devem ser cancelados. Essa á posição do presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro. Na visão dele, os casos devem se estender pelo menos até as festas juninas devido ao risco de proliferação do novo coronavírus. Para Eures, a medida é de precaução.

“Nós temos que fazer o dever de casa. Eu mesmo já cortei o São Pedro. Já cancelei a festa de São Pedro. Até porque não tem como aglomerar pessoas. É hora de cortes de gastos”, declarou. Segundo o também prefeito de Bom Jesus da Lapa, no Oeste baiano, os cancelamentos de eventos serão necessários diante de um cenário de recessão econômica que deve abater a economia como um todo e impactar nos municípios.

“Até porque ninguém vai ter dinheiro, e vai ser preciso colocar recursos na Saúde. Tem município que vai ter que contratar mais médicos, mais profissionais de saúde se as coisas se agravarem. E de onde vamos achar dinheiro? É um momento muito delicado e que requer de nós uma missão que o povo nos deu, que é liderar os munícipes”, argumentou Ribeiro.

O gestor que integra a direção da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) informou que uma reunião marcada para esta quinta-feira (29) com o ministro-chefe da Casa Civil pode agilizar a liberação de recursos para o setor de saúde das cidades.

“Imagine, os municípios em uma crise financeira, com toda essa problemática. A arrecadação vai cair, vai se agravar ainda mais. E ainda sem recurso para as ações de primeiro, segundo e terceiro impacto. No nosso sistema de saúde da capital não tem esse preparo para um problema desse, imagine nas cidades pequenas do interior” finalizou.

Fonte: Bahia Notícias

Conceição do Almeida: Zezé di Camargo, Flavio José e Cavaleiros do Forró confirmados no São João 2020

O São João do Almeidão, que foi sucesso ano passado, promete repetir a dose em 2020. O município de Conceição do Almeida, comandado pelo prefeito Ito de Bêga, terá Flávio José e Cavaleiros do Forró entre as atrações este ano.

Tanto a banda potiguar quanto o paraibano já foram oficialmente anunciados nas redes sociais. Os sertanejos Zezé di Camargo e Luciano também fazem parte do casting que se apresentará no São João da cidade localizada no Recôncavo Baiano.

Sapeaçu: Virgilio, Bell Marques e o arrocha de Tayrone são as primeiras atrações para o São João 2020

O município de Sapeaçu, no Recôncavo Baiano, já anunciou as primeiras atrações para o São João 2020. A festa contará com o Axé Music de Bell Marques e o arrocha de Tayrone.

Por enquanto, o forró é minoria entre os artistas anunciados. Apenas o cantor Virgilio representa o ritmo nordestino entre os nomes divulgados até o momento. 

A programação junina ainda conta com o tradicional casamento na roça, além de apresentação de quadrilhas.

Como chegar:

Saindo de Salvador, o motorista percorre pela BR 324 até o entroncamento que dá acesso à BR 101  e segue sentido Cruz das Almas, cidade vizinha.

Guardião dos céus e príncipe dos apóstolos: 29 de junho é dia de São Pedro

Depois de Santo Antônio e São João, é a vez de São Pedro ser festejado em junho. O dia 29 é dedicado ao príncipe dos apóstolos. Ele era um homem de origem humilde, seguidor de Cristo, fundador e primeiro papa da Igreja Católica. O santo é considerado o protetor dos pescadores, pedreiros, porteiros e viúvos. 

Segundo a tradição católica, depois de morrer, São Pedro foi nomeado guardião do céu, ou seja, para alguém entrar lá, o santo tem de abrir as portas. Também é atribuída a ele a responsabilidade de fazer chover. Por isso, é comum dizer às crianças que, quando está chovendo forte e trovejando, São Pedro está lavando o céu e mudando os móveis de lugar.

Quem foi São Pedro?

Seu nome de nascimento é Simão, mas foi trocado por Cefas/Kephas – traduzido como Pedro. O significado deste novo nome remetia diretamente à missão dada mais tarde a Pedro, o qual se tornaria a pedra (base) sobre a qual a Igreja de Cristo deveria ser construída.

O santo nasceu em Betsaida e morava em Cafarnaum. Ele era um pescador que conheceu Jesus quando este pediu seu barco para fazer uma pregação a uma multidão de pessoas. O santo estava lavando as redes vazias junto com Tiago e João, que também foram discípulos de Cristo, já que a pesca não tinha dado resultado. 

Depois da pregação, Jesus pediu para que lançassem as redes novamente ao rio. Apesar de não acreditarem que resultaria em alguma coisa, assim o fizeram e conseguiram pegar muitos peixes.

Depois disso, Pedro foi o primeiro a ser chamado por Jesus, com o irmão André. Cristo o convidou para deixar o barco na praia, ir caminhar com Ele, pois o faria pescador de homens. Pedro deixou tudo e passou a seguir Jesus. Ele foi o primeiro a professar a fé no Cristo, quando disse que sabia que Jesus era o Messias, “o filho do Deus vivo”. 

Primeiro papa e guardião dos céus

O santo, considerado o príncipe dos apóstolos, foi o primeiro papa da Igreja Católica. De acordo com a tradição religiosa, Pedro negou Cristo três vezes pouco antes da morte do Messias. Mas arrependeu-se e pediu que fosse crucificado de cabeça para baixo, já que não julgava-se digno de morrer como Jesus. 

Ele também é considerado o guardião das chaves do Céu. Em uma passagem do Evangelho de Mateus, Jesus diz a Pedro: “Eu te darei as chaves do reino dos céus e o que ligares da Terra será ligado aos céus”. Essa é a explicação para o título de “porteiro do céu”.

Além disso, a postura física de São Pedro, na maioria das imagens, é representada com a figura do santo olhando e apontando para cima. Esse é outro símbolo de que sua missão na terra é a de conduzir a Igreja para o céu. Missão que continua através de todos os papas, seus sucessores legítimos.

Venerado como o porteiro do céu, ele é invocado como padroeiro da longevidade, além do santo responsável pelas trovoadas com raios e trovões.

São Pedro no Candomblé

Em relação ao sincretismo religioso, São Pedro corresponde, nas crenças do Candomblé, ao orixá Xangô. Ambos são símbolos de força e liderança, e, por isto, são relacionados.

Xangô é a divindade que rege o fogo, o trovão e os raios. Pode, através da sua justiça, dispensar favores, movendo favoravelmente ventos, raios, trovões para nos defender e para ganharmos causas. A sua lei é como a rocha: dura, justa e cega. Xangô, assim como Pedro, tem como símbolo a pedreira.

Xangô também é associado a São João Batista.

Festas de São Pedro na Bahia

São Pedro também é homenageado durante as festas juninas pelo Brasil. No Nordeste, acendem-se fogueiras para louvar o santo que conseguiu manter-se fiel à mensagem do Cristo. 

Como São Pedro é padroeiro dos pescadores, as cidades costeiras do país quase sempre têm uma capela em sua homenagem, o que também contribui para a popularização da festa.

Na Bahia, as comemorações não passam em branco. Diversos municípios do interior do estado têm mais festejos tradicionais no dia de São Pedro comparado às festas de São João. Cidades como Muritiba, Serrinha, Itiruçu e Eunápolis destacam-se na tradição do guardião dos Céus. 

No caso de Muritiba, no Recôncavo Baiano, São Pedro é o padroeiro da cidade. O São Pedro da Serra tem apresentações de quadrilhas, grupos folclóricos e nomes importantes da música.

Outra cidade famosa nessa época é Itiruçu, no centro-sul do estado. A festança tem curtição gratuita na praça central, mas destaca-se mesmo pelo Forró Coffee – festa privada que recebe muitos turistas. O evento é realizado em uma fazenda de café, daí o nome. 

Em Serrinha, no nordeste do estado, cidade conhecida pela famosa vaquejada, tem também o “Pedrinho”. Apesar do diminutivo, os festejos de São Pedro são grandiosos e realizados desde 2009. Lá, a festa é gratuita e conta com a apresentação de quadrilhas e shows.

Em Eunápolis, no extremo sul baiano, pelo contrário, comemora-se o “Pedrão”, autointitulado “o maior São Pedro do Brasil”. O município tem apresentação de quadrilhas e uma programação musical gratuita, recheada com artistas famosos.

São Paulo também é homenageado no dia 29 de junho

Vale lembrar que, além de São Pedro, em 29 de junho também é comemorado o dia de São Paulo. A origem desta celebração é muito antiga e refere-se à data do aniversário de morte e do translado das relíquias de ambos os santos.

Paulo de Tarso, ao contrário de Pedro, não esteve entre os doze discípulos que seguiram Jesus mais de perto. Na verdade, Paulo perseguia cristãos. No entanto, converteu-se e tornou-se um dos grandes evangelizadores da igreja.

Ambos os santos morreram martirizados. São Pedro foi crucificado. Já São Paulo foi degolado em Roma.

Esta data ainda é considerada o Dia do Papa, pois São Pedro, além de ter sido o primeiro papa da Igreja, foi o que permaneceu por mais tempo no posto – durante 37 anos.

Bahia.ba

Estakazero bota o pé na estrada no São Pedro

A Estakazero volta a botar o pé na estrada, depois de ter tocado em 20 cidades nos festejos de Santo Antônio e São João. Nesta sexta-feira (28/6), a banda se apresenta em São Francisco do Conde e no sábado (29/6), em Jacaraci. O grupo segue em turnê pelos municípios de Amélia Rodrigues (1º/7), Cândido Sales (4/7), Amaldina (5/7), Boa Vista do Tupim (6/7) e Belo Campo (7).

Na turnês do São João, a Estakazero teve dois momentos de destaque: Amargosa, no palco da Praça do Bosque, onde a banda tocou por três horas, e no Largo do Pelourinho, em Salvador, tendo se apresentado antes do show de Geraldo Azevedo para mais de 30 mil pessoas. Liderado por Léo Macedo, o grupo tocou hits como Encosta n´eu, Sapatilha 37, Botando o pé na estrada, Janaína, Todo seu e Lua minha, entre outros sucessos, como Meu abrigo, Banquete de signos, É de dar água na boca e Pagode russo.

Criada há 18 anos, a Estakazero busca trazer uma nova roupagem ao ritmo nordestino. Nessa trajetória, a banda contabiliza três DVDs de carreira: “Estakazero ao vivo” (2006), “Dez anos na estrada (2011) e A festa começou (2013). Além desses trabalhos, a Estakazero tem em sua discografia os álbuns Botando o pé na estrada (2003), Lua minha (2005), Ao vivo (2006), Arrasta-pé pelas estrelas (2008), Viva Luiz! (2010), Na balada (2012), A festa começou (2013), Eu tô bem na fita (2015), Pertinho (2016), Todo seu (2017) e Anjo meu (2018).

São João de Conceição do Almeida movimentou R$ 4 milhões na economia local

A Prefeitura de Conceição do Almeida estima que o São João no município, realizado entre 21 e 24 de junho, movimentou cerca de R$ 4 milhões na economia local e gerou 400 empregos diretos e indiretos, ao longo do período junino. Além disso, a festa deste ano foi considerada pelas autoridades municipais como uma das mais tranquilas, não havendo ocorrência registrada pelos órgãos de segurança pública local. Segundo os organizadores, o evento atraiu cerca de 160 mil pessoas e foi marcado pela diversidade musical. No palco do Espaço do São João se apresentaram nomes como Luan Santana, Solange Almeida, Lara Amélia, Léo Santana, Canários do Reino, Harmonia e Ferrugem.

“Tivemos grandes artistas de destaque nacional, sem deixarmos de valorizar os artistas da nossa região. Outro fato que chamou a atenção foi a segurança da festa. Foram quatro dias sem ocorrências, que só comprovam a responsabilidade e o compromisso de todos os envolvidos”, avaliou o prefeito Ito de Bêga.

Ainda conforme o gestor municipal, o São João de Conceição do Almeida 2019 se expandiu e se consolidou como um dos mais procurados da Bahia. “É mais do que um evento, trata-se de uma marca da tradição e da cultura do interior baiano. E não só isso, propiciamos a geração direta de centenas de empregos e milhares de turistas visitaram a cidade, gerando renda e desenvolvendo negócios importantes para todos”.

Confira o que rolou nas noites do Arraiá do Poeta de Castro Alves

 

O São João de Castro Alves, mais conhecido como “Arraiá do Poeta” contou com várias atrações tradicionais do período junino.

O anarriê começa no sábado (22) com apresentação da banda Estakazero e da cantora Jeanne Lima. No domingo (23), o arrastapé fica por conta do Falamansa, banda Oliveira e Cacau com Leite.
 
Na noite de São João, segunda-feira (24), a festa teve o comando do forrozeiro Flávio José, além da banda Catuaba com Amendoim e Rode Torres. 

A Praça da Liberdade ainda de receber no palco principal bandas e atrações da região, como Trem de Xote, Caliane Canto, Amor em Pedaços, Lucas Matos e Michel Moraes. Os forrozeiros terão ainda acesso a casa de taipa, barracas de comidas típicas e feirinha de economia solidária, com venda de produtos.

 No último dia do Arraiá contou com o forró de Adelmário Coelho, que em seguida às bandas Lambasaia e Parangolé, em comemorações do aniversário da cidade.

Cidades do recôncavo têm mais de 30 registros de pessoas queimadas em junho

As cidades de Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, registraram 31 casos de pessoas queimadas durante o período junino. O último caso ocorreu na madrugada desta segunda-feira (24), feriado de São João.

Cerca de 27 casos de pessoas queimadas foram registrados na cidade de Cruz das Almas, conforme informações de Adriana Pires, supervisora de enfermagem das Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município.

Ainda segundo Adriana, os dados são referentes ao intervalo entre 1º e 24 de junho. Apesar do número, a maioria dos registros não foi de gravidade.

O caso mais grave foi o de Simônidas de Castro França Júnior, de 34 anos. Ele manuseava explosivos dentro de uma fábrica clandestina quando ficou ferido, no dia 19 de junho. Após o resgate pela polícia, ele foi encaminhado para Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus.

Além de Simônidas, outras quatro pessoas deram entrada no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. A unidade é referência em casos de queimadura na região.

Segundo informações da assessoria da unidade hospitalar, os caso foram registrados entre quinta-feira (20) e domingo (23).

No ano passado, o número de feridos, ainda conforme a assessoria do Hospital, era de 14 ainda nesse mesmo período.

 
 
Explosão aconteceu no bairro Lauro de Passos, em Cruz das Almas.  — Foto: Divulgação/SSP-BA

Fonte: G1/Bahia — Foto: Divulgação/SSP-BA

Santa Terezinha: O forró pé de serra tomou conta da primeira noite da programações


Os turistas e santa-teresinhenzes prestigiaram o forró tradicional do Nordeste ao som do sanfoneiro Waldonys, Banda Raízes do Nordeste e Mega Xote na primeira noite da programação.

A cidade de Santa Terezinha, localizada a 224 km de Salvador na região do Piemonte do Paraguaçu, é popularmente conhecida como “Capital Baiana dos Esportes de Aventura”. Seguindo a tradição do autêntico forró pé de serra no seu São João. A festa começou nesta última sexta-feira, 21 e vai até 23 de junho.

Por// Leandro Alves – Bahia10

Castro Alves: Arraiá do Poeta recebe III Feira da Economia Solidária; Vídeo e fotos

Cultura, sabores e produções locais vão marcar os festejos juninos 
na cidade de Castro Alves, no recôncavo baiano. A III Feira de Economia Solidária aconteceu na sexta-feira (21) e vai até sábado (22), na Praça Dionísio Cerqueira, centro 
da cidade. A Sala do Empreendedor, iniciativa que apoia e fomenta 
pequenos negócios locais, organiza a feira que contará com 15 stands com 
os produtos mais variados, feitos por empreendedores da Terra do Poeta.

Neste ano, a feira será marcada por mais opções de artesanato, 
comidas típicas e licores artesanais de qualidade, produzidos em Castro 
Alves.

Fotos: Leandro Alves – Bahia10

Dicas ajudam a evitar que fogueira de São João cause problemas respiratórios

Com os festejos juninos prestes a começar na capital e no interior da Bahia, é preciso destacar cuidados a serem tomados com um elemento mais que tradicional na festa: a fogueira. Fonte de calor para esta época em que são registradas temperaturas mais baixas, e um ícone da noite que antecede o dia de São João, celebrado em 24 de junho, ela exige atenção pela fumaça que expele, principalmente quando são utilizados alguns materiais específicos em sua composição.

A necessidade do cuidado foi apontada pelo médico do Hospital Santa Izabel Nilvano Andrade, especialista em otorrinolaringologia. “A fumaça é prejudicial a depender também daquilo que está sendo inalado. Se você analisar os tipos de fumaça, cada uma vai ter uma toxicidade diferente. E também o período de contato com cada fumaça vai dizer o tipo de complicação”, destacou o profissional.

As pessoas que já sofrem de doenças respiratórias precisam ter ainda mais cuidado na hora de aproveitar a fogueira segundo o médico. “Quando começa a somar temperatura, inalação de fumaça… você vai começa a detonar a via respiratória”, argumentou ele, que ainda advertiu para a atenção ao nariz. “É importante lembrar que tudo aquilo que chega ao pulmão, chega pelo nariz. Então você tem que tratar bem o nariz, para tratar bem o pulmão”, aconselhou Nilvano.

“A fogueira soma consequências que demandam cuidado”, considerou o otorrino, ao instruir sobre a distância adequada para que ninguém seja privado da tradição. Não se deve ficar tão próximo à fogueira, uma vez que os riscos proporcionados por ela vão além da fumaça.

Outro elemento que precisa ser observado são as roupas utilizadas e o que fazer com elas depois de queimar a fogueira.  De acordo com o médico, é importante que as roupas utilizadas durante a queima da fogueira sejam trocadas assim que a festa acabar. “Quando você tem contato com esse tipo de queima, a roupa vai ficar impregnada, então a roupa vai manter esse contato [com os inalantes]” ressaltou o profissional.

Fonte: Bahia Notícias – Foto – Bahia10

Após acidente com 8 mortos, prefeitura de São Gonçalo cancela festejos juninos

Os festejos juninos de São Gonçalo dos Campos, cidade a cerca 115 de km de Salvador, foram cancelados por conta do acidente que deixou 8 mortos na BA-502. O trecho onde a tragédia aconteceu fica entre São Gonçalo e Feira de Santana.

A prefeitura ainda decretou luto de três dias. Três pessoas ficaram feridas e estão internadas no Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana.

Não há detalhes se todas as pessoas que morreram moravam em São Gonçalo, mas as vítimas eram colaboradoras de um frigorífico da JBS no município baiano. Em nota, a empresa lamentou o ocorrido e informou que “está solidária e prestando todo apoio às vítimas e familiares”.

Por meio de nota, o prefeito de São Gonçalo, Carlos Germano, informou que a decisão é em solidariedade aos amigos, conterrâneos e familiares das vítimas do acidente.

A festa junina de São Gonçalo estava prevista para começar na sexta-feira (21) e seguiria até domingo (23), com as seguintes atrações: Quintal Nordestino, Kixote é Esse, Waldômio, Black Menta, Forrozão do Capitão, Raízes do Nordeste, Rock Salles, Galeguinho SPA, Flor de Jerimum, Ú tal de Xote, Lágrimas do Sol e Rena Boy.

Campeonato reúne quadrilhas da capital e do interior

Anarriê, alavantú, olha a chuva! Nesta quarta-feira (19), a Quadrilha Beco do Barão, do município de Barra da Estiva, na Chapada Diamantina, abriu a 12ª edição do Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas. Até o próximo sábado (22), a Praça da Revolução, em Periperi, reúne grupos competidores de toda a Bahia. O evento tem patrocínio do Governo do Estado, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa).

“É um prazer participar do Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas. Quadrilha é arte, é vida, e não podemos deixar essa cultura morrer. O grupo é composto por 52 dançarinos. O mais novo tem 14 anos. Eu, que tenho 27, sou a mais velha”, afirmou a coordenadora da Quadrilha Beco do Barão, Jéssica Ledo.

Segundo o presidente da Federação Baiana de Quadrilhas Juninas, Carlos Brito, o grupo de acesso possui 36 quadrilhas de toda a Bahia, que também se apresentam na sexta (21) e no sábado (22). “Já a final do grupo especial será nesta quinta-feira [20], com sete grupos disputando o título de campeão da Bahia. O vencedor vai representar o estado no Festival Regional, na cidade de Goiana, em Pernambuco, no dia 23, e no Campeonato Nacional de Quadrilhas Juninas, em Brasília”.

Brito destacou ainda a importância da participação do poder público na realização do evento. “Esse é um dos maiores campeonatos de quadrilhas juninas do país, graças ao Governo da Bahia, que vem investindo nesse evento nos últimos 12 anos. A estrutura é montada para receber bem o público, que não paga nada para assistir”.

A professora, dançarina e pesquisadora de danças populares Soiane Gomes faz parte do júri. Para ela, por organizar os jovens, fazer a mobilização social, preparar figurino, cenário, viajar e se apresentar, todas as quadrilhas já são vencedoras. “Os critérios são coreografia, figurino, animação e alinhamento. Isso para as quadrilhas estarem dentro daquilo que a gente acha que é correto”, explicou.

Na plateia, Michele Teles foi assistir ao concurso, nesta quarta-feira (19), com quatro pessoas da família. “A gente não perde nem um ano. Já virou uma tradição de São João reunir toda a família e vir. É cultura, é lindo. Vale a pena”, disse.

Baiana de acarajé na Praça da Revolução, Rosana Márcia Santos comentou que “esse campeonato é muito importante para a cultura do Subúrbio. Valoriza nossas quadrilhas e também melhora muito a renda de quem trabalha como vendedor na região. Sem falar na diversão, pois traz o povo para curtir uma atração diferente aqui na praça”.